Museu Romântico | In Spiritum 2019

Caminhos do Romantismo: A canção alemã e francesa do séc. XIX

18 de maio

André Baleiro e David Santos

O ciclo de canções sobre poemas de Justinus Kerner de Robert Schumann – uma das suas obras principais no domínio do Lied – é como um caleidoscópio de temas profundamente românticos, habitados por contradições humanas essenciais. Estas canções falam do entusiasmo juvenil pela viagem e pela descoberta de um mundo fascinante e cheio de promessas, mas também do desengano e da saudade que o viandante encontra no seu caminho; cantam o amor vivido apaixonadamente, bem como o amor impossível e só sentido à distância e celebram a cada momento a beleza e benignidade da Natureza que acompanha e consola o Homem. A sua intensa expressividade vive dos impulsos emocionais mais íntimos do Homem romântico.

A segunda parte apresenta canções românticas francesas que, sob a influência por um lado do dramatismo operático e por outro da leveza da música de salão, se desenvolvem
em direção à estética elegante e sofisticada que define a mélodie no final do século XIX. Os seus temas vão desde a alegria primaveril, os encantos da noite, amores passados e presentes, até ao fascínio pelo exótico, seja ele o Oriente ou o sul europeu. Canções de inspiração italiana remetem para a origem do “anfitrião” deste concerto, que acontece na casa em que no Porto viveu o exilado Rei da Sardenha e Príncipe do Piemonte, Carlos Alberto de Sabóia-Carignano.

O concerto será apresentado como salão musical na intimidade desta casa senhorial e usando um piano de mesa original do séc. XIX.