Orquestra Bomtempo

A Orquestra Bomtempo iniciou a sua atividade na temporada de 2017/2018. Domingos Bomtempo (1775-1842), para além de compositor e pianista, foi um grande impulsionador na criação de novas instituições em Portugal, como a Sociedade Filarmónica de Concertos
e o Conservatório Nacional. Desta forma pretende-se homenagear uma das figuras mais importantes da história da música em Portugal e associar este projeto, promovido pelo Conservatório de Música e Artes do Centro, à divulgação da música orquestral portuguesa e ao
espírito renovador deste compositor.

Na primeira temporada, apresentou-se em Ourém, Batalha, Fátima, Pombal, participou no Festival de Música do Centro, num concerto em que foi solista o guitarrista João Robim e no In Spiritum – Festival de Música do Porto.

Na presente temporada, participou no Festival de Órgão de Santarém, tendo como solistas os organistas André Ferreira e João Vaz. Em Dezembro de 2018 apresentou, em estreia absoluta, a obra Pastoral da Natividade do compositor Sérgio Azevedo. Recentemente, participou no ciclo de concertos “Liberdade para dirigir”, em diferentes espaços da cidade de Lisboa, numa iniciativa promovida para EGEAC.

O Diretor Artístico e Maestro Titular da Orquestra Bomtempo é o Maestro Cesário Costa.

Orquestra Bomtempo